Há que ter força

Imagem

 

para discernir aquilo que nós verdadeiramente queremos fazer, daquilo que não queremos fazer, daquilo que as outras pessoas que querem que façamos, daquilo que que as outras pessoas não querem que nós façamos.

Fiz algum sentido?

Bem, é o seguinte. Eu, quanto tomar alguma decisão, quero que essa decisão seja completamente tomada pela minha própria cabeça. Sem imposições dos outros. Por outro lado, gosto também de ouvir esses “outros”… Que são sempre pessoas a quem eu confio a minha vida, de forma a trocar impressões e ver os seus pontos de vista. Não quero é que os deles se tornem os meus. Se o tiver de ser, que seja por uma acção minha, e não por uma ideia que me foi implantada.

É complicado.

Pensa, rapariga. Pensa bem.

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s